Átrio

life-after-people-texas-building

Não adianta correr agora. Nunca adianta. As unidades aéreas conseguem me triangular e os agentes de campo me capturam. Hoje talvez seja diferente. Carrego minha mochila com tudo que preciso. Eu acho.

Por entre os prédios em ruínas, o que era tomado por cimento e concreto agora é domínio de plantas e fungos; crescem por cima do que um dia foi o bastião da civilização humana. Fora o som da chuva e do vento passando por entre as folhas, somente o som de minhas botas ecoam, cadenciados pelo meu desespero em fugir. A adrenalina circula me tornando mais forte, ágil e atento. Quedas que poderiam quebrar minhas pernas são suavizadas pelos implantes metálicos que os experimentos me proporcionaram. Talvez não tenham sido de todo ruins todas as horas de tortura e vivissecção. O que era motivo de minha revolta, agora me ajuda a lutar contra meus carrascos.

Paro quando vejo uma patrulha. Enquanto aguardo em meio as ferragens do que já fora um carro, ouço os bipes e tilintar das garras de metal vasculhando cada canto. Espero o segundo certo – uma janela em que nenhum deles esteja atento a minha direção. Pulo no buraco. Caio na poça d’água e faço um barulho indesejável. Soam dois, três alarmes. Eles me acharam.

A fuga continua por onde antes eram os esgotos daquela mega cidade. Direita; esquerda; esquerda de novo. Atrás de mim o som de metal, faíscas e as luzes vermelhas buscando um único alvo. Quando achei que teria liberdade, havia um último dilema: de um lado um precipício  e do outro as esferas metálicas suspensas no ar, mirando cada ponto vital de meu corpo. Espere. Espere.

Num sobressalto jogo meu corpo em direção à imensidão seguido de inúmeros feixes de laser tentando me alvejar. Quando imaginei que os robôs haviam concluído que a queda havia me matado, da mochila abri o para-quedas. Estava a salvo por essa noite. Agora há somente mais cento e cinquenta quilômetros para deixar a instalação da Skynet.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s