Zum-zum em Mi maior

musical-note

Juntos eles passeiam seguindo o calmo luar.

Indo e vindo,  tilintando suas canções

No quente verão à luz das estações

Por entre os que não os querem naquele lugar.

 

Do sol e do dia escondem-se em porões

À noite retornam contentes a orquestrar

Músicas torpes e dissonantes a infernizar

Sua plateia incidental de todas direções

 

Tais músicos nos deixam aflitos

Sua ópera torpe atormenta até bichos

Que se debatem diante de melodiosos cochichos

Da orquestra incessante dos mosquitos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s